“O QUE OS OLHOS NÃO VEEM O CORAÇÃO NÃO SENTE”: RELIGIÃO – INCLUSÃO – EDUCAÇÃO

Autores

  • Vera Luci Machado Prates da Silva

Palavras-chave:

Pessoas com deficiência. Educação. Inclusão. Fraternidade.

Resumo

A história tem expandido o olhar sobre a complexidade da deficiência e sua presença no percurso da humanidade, bem como a forma de tratar as questões que envolvem as pessoas atingidas por ela. A Fraternidade Cristã de Pessoas com Deficiência (FCD) é um movimento que nasceu em meados do século XX, na Europa, de cunho essencialmente religioso. Traz em seu bojo forte impulso para a visibilidade da pessoa com deficiência à medida que vai possibilitando a ela a conquista da autoestima e autonomia e resgatando a dignidade humana inerente a todas as pessoas, com deficiência ou não. Nesse processo há um empoderamento e envolvimento em lutas por seus direitos e pelos direitos de outras pessoas marginalizadas.  A conquista da autoestima e da autonomia e o resgate da dignidade humana são elementos fundamentais que sedimentam o alicerce para uma educação inclusiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vera Luci Machado Prates da Silva

Doutora em Educação pela UMESP

Downloads

Publicado

2020-09-03

Como Citar

Silva, V. L. M. P. da. (2020). “O QUE OS OLHOS NÃO VEEM O CORAÇÃO NÃO SENTE”: RELIGIÃO – INCLUSÃO – EDUCAÇÃO. Cadernos CERU, 31(1), 206-218. Recuperado de https://www.periodicos.usp.br/ceru/article/view/174496