Senderos encontrados: Canguilhem y la escuela de los Annales

  • Francisco Vázquez García Universidad de Cádiz
Palavras-chave: Canguilhem, escola dos Annales, historiografía, epistemologia histórica

Resumo

Neste artigo analisamos a recepção da escola dos Annales na obra de Georges Canguilhem. Habitualmente, tende-se a destacar o paralelismo e, ao mesmo tempo, o desconhecimento recíproco entre os historiadores do grupo dos Annales e os representantes da epistemologia histórica francesa (Cavaillès, Koyré, Bachelard, Canguilhem). Este último, no entanto, constitui uma exceção, pois conhecia muito bem a obra do que denominava "equipe de Estrasburgo" (Febvre, Bloch, Halbwachs). Utilizando abundantes fontes inéditas, tentamos mostrar que esse encontro marcou decisivamente o estilo de epistemologia histórica praticado por Canguilhem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Vázquez García, Universidad de Cádiz
Professor no Departamento de Historia, Geografia y Filosofia da Universidad de Cádiz
Publicado
2016-05-27
Como Citar
García, F. (2016). Senderos encontrados: Canguilhem y la escuela de los Annales. Intelligere, 2(1), 36-50. https://doi.org/10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2016.110860