O ponto cego: o futuro na obra de Ricardo Piglia

  • Eduardo Ferraz Felippe UERJ
Palavras-chave: Futuro, sentido, experiência, Ricardo Piglia

Resumo

A intenção deste ensaio é analisar a articulação entre futuro, experiência e sentido nos escritos de Ricardo Piglia. A princípio proponho uma leitura intensiva da prosa de ficção Respiração Artificial entendendo como se dá a relação entre experiência e sentido no livro. Em um segundo momento, analiso o tema do futuro em suas mais diversas prosas de ficção e ensaios, especialmente como propõe uma noção de Utopia como crítica ao realismo histórico, por meio da leitura da tradição literária argentina e do pós-modernismo norte-americano, o que reafirma o futuro em aberto como uma marca da historicidade de sua escrita.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Ferraz Felippe, UERJ
Professor de História da UERJ.
Publicado
2016-10-07
Como Citar
Felippe, E. (2016). O ponto cego: o futuro na obra de Ricardo Piglia. Intelligere, 2(2), 78-94. https://doi.org/10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2016.117508