Clinâmen, eidôlon e o infinitesimal

ciência nômade em contraposição à ciência de dados

  • Ana Elisa Antunes Viviani Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)
Palavras-chave: Michel Serres, Lucrécio, Epicurismo, Ciência moderna, Sentidos, Big Data, Arquimedes, Fluxos

Resumo

Para os filósofos Gilles Deleuze e Félix Guattari a ciência nômade é um modelo que corre às margens dos paradigmas científicos tradicionais, identificados por eles como ciência de Estado. É como ciência nômade que compreendemos a trajetória empreendida pelo pensador francês Michel Serres e sua leitura da obra de Lucrécio, seguidor da filosofia epicurista e considerado um dos pais da física. Para Serres, é por meio dos conceitos de clinâmen, que explica a formação dos turbilhões e espirais, de eidôlon, sobre o qual se delineia uma razão engendrada pela percepção, e do cálculo infinitesimal, que se esboça um outro modelo de ciência. É nos caminhos das curvas e na fluidez da água que podemos encontrar explicações para o mundo, em contraposição à ciência moderna, baseada na suposição de um mundo estático e em equilíbrio. Diante disso, é necessário perguntar: é possível conciliar essa ciência nômade com a chamada ciência de dados, o Big Data, que por meio de algoritmos pretendem tornar previsíveis e padronizáveis os comportamentos humanos, tão incertos e fluidos?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CHAUÍ, Marilena. Introdução à história da filosofia. São Paulo: Companhia das Letras, 2010. Vol. II.
DELEUZE, G.; GUATTARI, F. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. São Paulo: Ed. 34, 1997. Vol. 5.
HAN, Byung-Chul. No enxame: perspectivas do digital. Petrópolis: Vozes, 2018.
LUCRÉCIO. Da Natureza. In: OS PENSADORES. São Paulo: Abril S.A., 1973, p. 39-140. Vol. 5.
MARQUES, Fabrício. O Brasil da Internet das Coisas. Pesquisa FAPESP, São Paulo, ano 18, n. 259, pp. 18 – 27. Setembro de 2017.
MOROZOV, Evgeny. Big Tech: a ascensão dos dados e a morte da política. São Paulo: UBU Editora, 2018. SERRES, Michel. O nascimento da física no texto de Lucrécio: correntes e turbulências. São Paulo: Editora Unesp; São Carlos: EdUFSCAR, 2003.
SERRES, Michel. Prefácio à edição brasileira. In: _____. Hermes: uma filosofia das ciências. Rio de Janeiro: Graal, 1990.
SERRES, Michel. Variações sobre o corpo. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004.
TRIVINHO, Eugênio. GLOCAL: visibilidade mediática, imaginário bunker e existência em tempo real. São Paulo: Annablume, 2012.
Publicado
2019-09-10
Como Citar
Viviani, A. E. (2019). Clinâmen, eidôlon e o infinitesimal. Intelligere, (7), 16. https://doi.org/10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2019.159525
Edição
Seção
Dossiê 2º Congresso de História da Ciência e da Técnica